Especial Dia das Mães – O começo de tudo!

por: Amanda Mota
em: 05/05/2018


Maio chegou e com ele uma das datas mais comemoradas no mundo! Pensamos em homenageá-las e, a partir de hoje, faremos uma sequência de três matérias especiais, começando com o primeiro dia das mães: a chegada de um bebê.

A descoberta da gravidez traz um mix de sentimentos e mesmo que ela seja planejada, a insegurança bate. Durante os 9 meses da gestação o corpo e a mente vão se preparando para receber o bebê, mas quando o temos nos braços nem sempre é fácil saber lidar com a nova rotina e todas as adaptações que a vida de uma mãe recém-nascida traz. E o tal instinto maternal?

Todo tipo de informação e pesquisa nesse momento é válido. Frequentar cursos e rodas de conversas direcionadas para esse momento da vida ajuda muito a entender melhor cada fase, mas como voltar a vida social com um bebê que exige atenção e cuidados? O ideal é buscar algum tipo de atividade em que vocês possam fazer em conjunto, num ambiente pensado e preparado para isso.

O corpo vem passando por muitas mudanças desde a gestação. Carregar um bebê e amamentar podem sobrecarregar algumas regiões do corpo como ombros e coluna e por isso, é preciso cuidar da reeducação corporal. O Baby Pilates é uma opção para incluir uma atividade física para a mãe ao lado do seu bebê. Ele fortalece a musculatura (inclusive do períneo, região importante a ser trabalhada no pós-parto), diminui inchaços e melhora a circulação.

A professora especializada na técnica, Gisele Kairalla, ressalta ainda que é possível otimizar a perca de peso e o retorno a forma física, trazendo uma melhora na autoestima da mãe, sem esquecer o lado mulher.

Uma outra forma de incluir o bebê na sua rotina são as aulas da Dança Materna. “Logo que meu filho nasceu, em uma dessas madrugadas acordada, tomei conhecimento sobre a Dança Materna e percebi que seria uma ótima oportunidade de acentuar nossos laços afetivos. O acolhimento logo na primeira aula me trouxe mais segurança. Medos, alegrias, incertezas eram divididos com outras mães que acabaram virando minhas amigas”, conta Evelyn Annunziata, que frequenta as aulas da Dança Materna desde os 45 dias de vida do seu filho Emílio.

Para o bebê, o balanço da dança traz calma e conforto e a proximidade com a mãe através do uso de slings e carregadores ergonômicos relaxa e ajuda, inclusive, na incidência de cólicas e no sono.
Para a professora licenciada Amanda Mota, que também dança com a sua filha Alice desde o primeiro mês de vida, a dança ajuda a quebrar um pouco o estado de alerta e a tensão que as mães ficam durante o puerpério. “Através da dança podemos nos divertir, relaxar e acalmar. O toque, o olho no olho, o colo e a amamentação são extremamente importantes nessa fase do bebê e tudo isso é trabalhado em aula, com muita leveza e acolhimento”.

Fazer uma atividade que proporcione a redução da ansiedade e stress é ótimo para a prevenção da depressão pós-parto, além de fortalecer os laços entre mãe e filho, para que todos os dias sejam especiais, como o dia das mães.

Ficou interessada em alguma dessas atividades? Sabia mais sobre elas e consulte a grade disponível nos links abaixo:
Pilates
clicando aqui
Dança Materna
clicando aqui

* Ambas as atividades são indicadas já desde a gestação.

Não deixe de acompanhar nossos outros canais. Novos conteúdos relevantes todos os dias:

matérias relacionadas

Dicas para uma gestação saudável

Pilates na gestação

nossas aulas

Escola de Dança - Nossas Aulas

aulas

Confira nossa grade de aulas completa

Escola de Dança

danças

Em casal, individual e muito mais

Aulas - Diferenciadas

diferenciadas

Serviços especializados para você

Aulas - Fitness

fitness

Cuide do seu corpo e da sua mente

Aulas - Infantis

infantis

Atividades para suas crianças

Newsletter

Inscreva-se em nossa newsletter para receber novidades e promoções exclusivas: